Ecologicamente correto

A última edição da Casa Cor premiou o projeto mais sustentável. Foi uma das muitas confirmações de que a preocupação com o meio ambiente chegou à decoração para ficar, o que marca também a estação mais quente do ano. “Hoje as pessoas encaram meu trabalho com muito mais empolgação”, conta o designer Hugo França, um dos pioneiros na confecção de móveis ecologicamente corretos. Ele aproveita troncos de árvores condenadas ou caídas naturalmente e, a partir do formato original deles, cria esculturas que viram peça única. Por serem exclusivas, elas custam caro — uma gamela sai por 1 500 reais e um banco como o da imagem acima, até 50 000 reais.